Poesia: Memória

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.
Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.
Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão.


Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

7 Comments:

Pelos caminhos da vida. said...

Obrigada pela sua visita.

Fim de semana de luz.

bjs.

Jana said...

Drumond sabia das coisas...

beijo

meus instantes e momentos said...

Belissima postagem. Lindo o poema.
Vim conhecer teu blog, e gostei muito daqui.
Tenha um feliz final de semana.
Maurizio

Marcelo Martins said...

Tantos de nós amam o perdido...
Será que amamos por ser perdido ou por que acreditamos que um amor não morre de fato?
Um dia terei tal resposta.
Até lá só me resta continuar amando.

Beijos meus.

Izinha said...

Lindo poema!

bjos e ótimo fds!

MamaNunes said...

Agora que vou responder "aquele meme" acredita?
Vim dar uma espiada e deixar um abraço!
:)

Margarete said...

Muito lindo!
Beijinhos

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger