Polêmica

Bom dia!

O assunto na verdade é da semana passada, mas como ainda está em pauta, causando muita discussão, vim aqui mostrar minha indignação!
Em Goiânia, um menino de 8 anos, com o conhecimento e autorização dos pais, se inscreveu no vestibular de uma faculdade privada, fez a prova e foi aprovado.
Sim, pasmem, ninguém notou a presença de uma criança de 8 anos na sala.
Dai, quando os pais e a criança resolveram fazer a matrícula, foi que a faculdade se colocou contra.

Dois pontos que vou propor discussão:
- Primeiro que isso mostra o nível das instituições de ensino que temos no Brasil, claro que há excessões! Hoje em dia, pagando, qualquer pessoa entra na faculdade e muitas vezes nem precisa fazer prova.

-Segundo...acho um ABSURDO TOTAL esses pais!!!!!!
Andei lendo e vendo umas entrevistas do casal e eles querem, porque querem que o filho ingresse na faculdade de direito. Ele faria a faculdade de manhã e a tarde frequentaria o ensino fundamental.
Gente, pelo amor de Deus, é uma criança, tem 8 anos!!!!!!!!!!!!!
Nem vou entrar na discussão legal, pois não entendo nada disso...
Até onde eu sei, o menino é inteligente sim, mas nada assim de gênio...não foram feitos testes pra avaliar a real capacidade dele. É uma criança bem informada, que lê, que assiste TV e que convive mais com adultos do que com crianças, mas isso não o qualifica como gênio ou super-dotado.
E como eu falei, hoje em dia qualquer pessoa se tiver dinheiro, pode entrar numa faculdade particular...vestibular não é o bicho-papão que era alguns anos atrás.

Perguntados sobre se eles achavam que o filho poderia se integrar bem no meio universitário, disseram que sim, pois o filho era inteligente, fazia os deveres de casa sem ser mandado, sempre foi estimulado...affff, faça-me o favor, né! Meu filho de 4 anos também é inteligente, é estimulado, adora fazer os deveres de casa, mas nem por isso vou incentivá-lo a pular etapas.
O pai disse que não achava certo podar a vontade do filho, que ele quis entrar na faculdade e iria apoiá-lo em todas suas decisões.
Dai isso me leva a pensar: educar não é também impor limites, mostrar que nem tudo que queremos podemos ter, na hora que queremos?
Aonde está a responsabilidade dos pais, querendo que seu filho de 8 anos entre em um mundo no qual ele ainda não está preparado para participar?
Se ele tem inteligência, com certeza falta maturidade...pra conciliar tanta responsabilidade, pra interagir diariamente e de uma forma séria com pessoas muito mais velhas que ele, pra desenvolver tarefas que as matérias irão lhe impor (como por exemplo visitar o IML, como vi um advogado criminalista falando).
E também, como ouvi numa matéria e concordo totalmente, professores de universidades não são preparados para lidar com crianças...no aspecto emocional, pedagógico, psicomotor e etc.
Esse menino está em formação e fazê-lo pular etapas, trará muito mais prejuízo do que benefício.

Fico pensando...se os pais o deixam livre para tomar as próprias decisões e fazer o que quiser, como irão se comportar se ele chegar com 10 anos e falar que vai se casar e ter filhos?????????
Ou se ele resolver que quer morar sozinho??????
Ou se ele comprar pela internet um produto caríssimo e só depois apresentar a fatura aos pais???????
É uma questão muito complicada, pois o dever dos pais é sim estimular a criança para que seja independente, que saiba tomar decisões, mas tudo dentro de um contexto, de uma fase adequada, que não trará prejuízos a ninguém.
O potencial dele pode e deve ser aproveitado, mas com coisas próprias para sua idade, com crianças da sua idade, pra que ele cresça de uma forma saudável e não seja apontado em todos os lugares, como já vem sendo...expor o filho assim é irresponssabilidade.
Criança tem que ser criança!!!!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, 11 de março de 2008

13 Comments:

Marcelo said...

Que maluquice essa história, Edna...
O filho é inteligente e os pais dois completos retardados, só pode.
Existem escolas que trabalham apenas com crianças superdotadas, ali o garoto poderia se encontrar e sossegar o facho em relação à faculdades.
Tudo à seu tempo, né não?
Que país é esse, my god?

Beijocas.

Simone said...

concordo totalmente com você

osátiro said...

Fez a prova e foi aprovado???
Então a prova era tão simples?
Bem, em Portugal o ensino está bera, mas assim creio que não...

Cristiane Fetter said...

É complicado mesmo Edna. O que sera que essa crianca acha disso tudo. Voce ouviu alguma coisa que ela tenha falado?
Eu tambem acho que crianca tem que ser crianca.

Beijocas

Lorita said...

Esse guri deve ser insuportavel! hehehehe...

Pular etapas soh prejudica o desenvolvimento da crianca e ela vai se sentir eternamente deslocada, sem saber em que mundo pertence.

bjm

Cin said...

É cada absurdo que a gente vê nesse país que nem sei o que dizer.
Bom mas vc já disse tudo aqui:
"Criança tem que ser criança"
Bjos querida!

Renato Bueloni Ferreira said...

Edna, concordo com tudo que disse e vou acrescentar algumas coisas.

Em termos legais, um aluno para cursar o ensino superior no Brasil precisa preencher 2 requisitos: passar no exame de admissão e comprovar a conclusão do ensino médio (colegial ou 2o. grau para nós mais velhinhos..rss). Se os pais ajuizarem uma ação judicial, vão perder.

NO fundo, acho que este pessoal só quer aparecer.

Vestibular para algumas universidades privadas nada mais é do que pagar a taxa e preencher a ficha de matrícula. A prova não existe, é pura ficção.

Edna Federico said...

Renato, obrigada pelas explicações legais.

Cristiane, ouvi uma vez o menino falando. Nessa fase criança segue muito os exemplos dos pais...o menino quer muito fazer a faculdade de direito, talvez influenciado pelo pai, que está fazendo o curso no momento.

Margarete said...

Concordo com você, a universidade não devia nem ter aceito a inscrição do menino... e os pais insistirem em colocá-lo no curso é insano... eles que dêem uma bicicleta para ele e ele por sua vez que vá ser o que é: uma criança!
Beijinho

Edson Marques said...

Edna,

concordo: criança tem que ser criança, antes de qualquer coisa!


E não creio que seja superdotado: o vestibular é que não filtra nada!


Abraços, flores, estrelas..

BABI SOLER said...

Que absurdo! Eu não fiquei sabendo disso não...
Esses pais estão loucos e não é possivel que pensem desse jeito.
Eu, hein!

PríncipeTito Blog said...

Os pais, querem aparecer...Faturar em entrevistas !!!

Laura said...

Q pais retardados !!!

mas vão arranjar um serviço!!!

Imagina uma criaça se fazendo de adulta, e isso é culpa dos pais, exclusiva deles...

q comprem uma bola de futebol ao guri... e deixem ele ter uma vida normal...

(e se ele não quiser?) aí é consequencia de uma educação MAL, esses pais não sentem a falta de uma criança, nossa ainda mais nmessa idade, onde eles tem tanta coisa a descobrir... esse menino (tadinho!!) deve ser hiper chato!!!

agora imagina os pais deles...

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger