Ingratidão

Pra mim, um dos piores defeitos que alguém pode ter, é ingratidão!
Não cabe na minha cabeça que uma pessoa que já foi ajudada por outra, se negue a retribuir quando tem oportunidade.
Não, não foi algo que aconteceu comigo (pelo menos não recentemente), mas com uma amiga.
Sim, fiquei revoltada, porque sou o tipo de amiga que sofre também "por" e "com" os amigos e odeio injustiça!
A minha vontade era pegar o telefone e falar um monte de desaforos para "a tal pessoa", mas como não era direito me intrometer e sei o meu lugar, fiz o que poderia ter feito: confortei minha amiga querida.

Acontecem coisas que me faz parar e pensar: puxa vida, por que uma pessoa faz isso?
Não acho que se deva ajudar alguém esperando retorno, não é isso...as coisas devem ser feitas de coração. Mas, quando se há uma amizade verdadeira (ou se pensa que há), é natural que haja gratidão, reconhecimento...acho que são coisas básicas.
Por que não dar incentivo a um amigo que já o ajudou tanto e está passando por um momento não muito bom?
Por que não alegrar o dia dele com um sorriso?
Por que não dar um telefonema, mesmo sem motivo, só pra saber como ele está?
Por que não procurá-lo para dividir uma alegria, já que ele estava ao seu lado num momento de tristeza, te dando força?

Mas não, tem gente que parece que amizade tem prazo de validade...fica do seu lado quando está precisando e depois, te vira as costas.
Tem pessoa que só te liga quando a maré está baixa, quando precisa dividir a carga, depois some.
Tem pessoa que quando aparece alguém novo em sua vida, que acha mais interessante, te deixa de lado, esquecendo todos os anos sólidos de amizade que tiveram.
Tem gente que é assim, fazer o que...mas, se esquecem que tudo nessa vida tem volta...é a lei da ação e reação.

Sou grata aos meus amigos!
E tenho poucos, mas de muitos anos e fiéis, graças a Deus.
E tenho minha consciência absolutamente tranquila, pois sei que quando eles precisaram da minha ajuda, qualquer ajuda e eu pude ajudar, puderam contar comigo.
E ajudo de coração, com alegria, com amor, com vontade....essa é a verdadeira amizade!

Minha mãe sempre me ensinou a conviver e utilizar as duas palavrinhas mágicas: "por favor" e "obrigada"...e também ensino isso ao meu filho.
Quem sabe se a "tal pessoa" usasse mais o obrigada, seria uma pessoa melhor...vamos ver, um novo ano começa e sempre é tempo de mudar.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

15 Comments:

BABI SOLER said...

Edna,

O que enche o nosso coração de esperança é saber que sempre existirão aqueles verdadeiros amigos que estarão conosco na caminhada da vida.

Para quem não é assim...só fica a indignação.

Um beijo!

Cackau Loureiro said...

É isso cara amiga, hoje quando cheguei no meu local de trabalho esse foi o assunto que começamos o dia.As pessoas hoje em dia não sabe mais conviver com educação, não sabem o prazer que temos em tratar o proximo bem e com respeito.Obrigada e por favor,já é raro de se ver por ai.É uma pena.

J. ROBERTO BALESTRA said...

Edna, assino sob tudo o que você escreveu-dizendo. Ingratidão é coisa que não pode ter sido inventada por uma mente sã. Ano passado tirei de minha agenda (rasguei a página) um tal que por quatro vezes em dezenove anos de amizade (minha, só) falhou nas quatro. ... VocÊ bem disse, são pessoas para as quais a amizade tem prazo de validade... Desprezíveis essas criaturas. bjs.

Mila said...

As vezes nem é ingratidão... é falta total de condição... tem gente que tem uma alma tão pequena... que nem sabe perceber quando lhe estendem a mão... e é tão mediocre... que não entende que se possa fazer coisas sem nada pedir em troca...
Beijos Mila

Margarete said...

Sabe, o que mais dói é descobrir que a pessoa que a gente carrega do lado esquerdo do peito é desleal. Amigo que só se lembra de nós quando está precisando, não é amigo, é sangue-suga.
Ingratidão é muito comum, infelizmente, mas quando vem de amigo parece que dói mais, muito mais.
Fiquei tão decepcionada um tempinho atrás com pessoas que considerava serem meus amigos e no fim descobri que a amizade era unilateral, fazer o quê, né?! Mas a gente aprende sempre, me machuquei muito, mas o bom é que das feridas que me causaram, sobrou a cicatriz para me lembrar a "ser mais esperta".
Beijinhos

Odele Souza said...

Oi Edna,
Obrigada por sua visita e comentário deixado há pouco no blog de Flavia. Obrigada tambémn pelo link do blog dela que estou vendo no seu sidebar. O link é muito importante para ajudar na divulgação da história de minha filha, um exemplo de negligência e impunidade no nosso país.

Um abraço.

PS. Por gentileza, corrija meu nome. Não é Odete como você escreveu no comentário, é Odele (com l e não com t). Obrigada.

Voltarei depois com mais calma para conhecer seu blog.

Carmim said...

Concordo bastante com o que a Mila disse! Às vezes nem é ingratidão, é incapacidade de olhar além mesmo. Coisa de gente pequena!
Também me mantenho bastante fiél ao "obrigada", "por favor", "desculpa"... são palavrinhas simples, mas que fazem toda a diferença para mim!
E de todas as coisas que me irritam no ser humano, falta de educação e egoísmo ocupam o topo!
Obrigada pela visitinha ao novo espaço! Sei que está a causar um pouco de confusão em algumas pessoas, como se tivesse perdido a alma por a mudança ser radical, mas como eu tenho falado, pode mudar o nome da flor, mas o aroma é o mesmo!
Seja Carmim ou Girassol, esteja onde estiver, sendo várias num só ser, sou e serei sempre, simplesmente a Ana! =)

beijos.

Nilza said...

Oi, Edna!

Esse tema é polêmico e complexo demais sabia?

Já percebi muitas pessoas pensando fazer muito por alguém e percebermos que nada faz e poderia..essa visão é terrível, ou seja, são pessoas que não tem jeito - parecido com o pensamento da Mila, existem pessoas que nem tem o que dar.
Beijos

Sig Mundi said...

Ola!
Ingratidao eh realmente pessimo! Tambem odeio!!
O que acontece muito eh acharmos que fulano eh nosso amigo, qdo na verdade nao eh. Nessas horas eh que separamos os verdadeiros e leais amigos.
bjs!!

ki-colado said...

É interessante lembrar-te que da mesma forma que existem pessoas com a qualidade de serem bons pais, ou bons filhos, há também pessoas qualificadas na arte da amizade. Pois, muitos querem ter amigos esquecendo que qualquer atividade envolvendo afetividade quando manifestada unilateralmente não sobrevive por si só. Lamentável é... mas serve de aprendizado; ensinando-nos a separar o "joio" do que é "trigo".

Saudações.

Som Do Silêncio © said...

Eu tbm não gosto de pessoas ingratas, não sei porque mas tento a todo o custo entender porque muitas pessoas são assim...

Beijos e boa semana

leve&solto said...

Lealdade nas amizades é essencial pra mantê-las!

Eu também estou sempre pronta pra atender meus amigos... e procuro não mudar de idéia quando percebo que nem sempre existe reciprocidade! Afinal consciência é de cada um...

bjs

Mara

Renne Boz said...

Olá queridona!!

Boa!! Eu tb não gosto nem um pouco disso, aliás, as pessoas de bom senso não gostam, pois não há nada de bom nisso. A ingratidão é uma das coisas mais infelizes que a gente pode experimentar ou oferecer!

Tava com saudade de vir aqui!!
Um grande beijo!!

R Lima said...

Polêmica é pouco, como já disse a Nilza aí em cima.

Mas a de se dizer que pra mim canceriano nato... isso não tem perdão.

Bjs,



Texto de hoje: ÓbViO...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Anônimo said...

oi Fofs
acho que em minha busca pela maturidade emocional , a unica coisa que não sei lidar bem é Ingratidão...em todos os aspectos. Na amizade, no amor e no dia a dia com colegas de trabalho.
Isso é algo bem dolorido e desagradavel quando percebemos que esta ocorrendo com alguem que estimamos.
Fazer o que né?
Já passei por muitas coisas que me fazem acreditar em uma frase Biblica:
"...maldito o homem que confia no homem..."

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger