Texto: Kahlil Gibran
















Mother and Child, c.1905
Gustav Klimt

Os Filhos (Do Livro "O Profeta")

Uma mulher que carregava o filho nos braços disse: "Fala-nos dos filhos."
E ele falou:

"Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
Pois assim como ele ama a flecha que voa,
Ama também o arco que permanece estável. "





Kahlil Gibran

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

12 Comments:

Alê Namastê said...

Muito lindo.
Bom dia!
Beijos*

Bia said...

Nossa, que lindo isso, amiga!
Minha mãe sempre diz que a gente cria os filhos para o mundo mesmo.
Beijo

Jane said...

bom dia!!!!
ADOREI SEU BLOG...LINDO ...Layout leve e simpático.
qt ao post...concordo com o q a Bia disse....os filhos são p o mundo...ou para eles mesmos...

Juliapalm said...

Lindissimo!

E exatamente como esta colocado nessas linhas sobre os filhos.

Margarete said...

Estou adorando esse Kahlil Gibran, tão verdadeiro, obrigada por tê-lo me apresentado....

Cin said...

Belíssimo!

Girassol said...

Ainda não tenho filhos, mas não existe verdade maior do que essa:
o papel dos pais é ensinar os seus filhos a voar, conscientes de que não são donos deles, e em algum momento, eles irão abrir asas e seguir o seu próprio caminho.

Mas, todos sabem que o elo entre crias e progenitores é eterno. E, que um filho, por muito que ame a sua liberdade, gosta sempre de voltar ao ninho vez ou outra! =)

Beijo.

Ultra Violet said...

Os filhos são um pedaço de nós, mas não significa que serão a mesma pessoa. Nós lhe damos a vida, mas o que fazer desta vida, cabe a eles decidir.

Mas, esta é uma liberdade sofrida para as mães. Sempre queremos eles de volta na nossa barriga quando o mundo começa a mostrar suas garras.

Bjs.

Edson Marques said...

Edna,


esse texto do Kajlil Gibran é um dos mais belos que existem.


E o quadro de Kimt é a moldura, nesse caso.



Abraços, flores, estrelas..



.

BABI SOLER said...

Lindo Edna
Adoro vim aqui porque vc sempre surpreende com coisas que preciso ouvir.
Bjo!

Jana said...

AMO O klimt!

Todas as mulheres, amantes, e mães dele.

Beijo pra vc!

Cinthia said...

Esse Gibran arrasa, hein...
Bj

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger