Coincidência... ou não?

glitter graphics

Já faz algum tempo que estava pensando nesse tema para o blog e a semana passada li dois textos que só reafirmaram a vontade de escrever.
Ao longo de nossa vida, conhecemos muitas pessoas...é como aquele texto do Trem da Vida que postei um tempo atrás.
Elas sobem e descem do nosso vagão...algumas ficam por pouco tempo, outras por um longo tempo...
Algumas vem para nos trazer felicidade, outras nem tanto...
Algumas deixam saudade, outras mal nos lembramos...
E tem determinadas pessoas, que entram ou reaparecem em nosso vagão de repente, mas numa hora que estávamos muito precisando de uma ajuda, de uma mão amiga, de um conselho, de um favor, de um sorriso, de um beijo, de um toque, de uma palavra, de um olhar.

Eu acredito em anjos!
Naqueles que são invisíveis, que nos protegem e naqueles que Deus nos manda de outra forma, colocando-os em nossa vida e que ficam marcados para sempre!!!
E o que é isso? É coincidência que essa pessoa apareça em nossa vida num determinado momento, surgida do nada ou ela veio com algum propósito, que pode até demorar para descobrirmos, mas que um dia acontece algo e falamos "nossa, se não fosse fulano, eu não sei o que teria feito."
Às vezes penso sobre isso, pois já aconteceu comigo.
Sempre que tenho algo muito sério para resolver e peço uma luz à Deus, aparece alguém no meu caminho...algumas vezes uma pessoa amiga, algumas vezes uma pessoa conhecida que não via há muito tempo e outras vezes pessoas que nem conhecia e que já me ajudaram de alguma forma.
E muitas vezes também acontece de certa pessoa cruzar meu caminho, em váiros momentos diferentes e eu pensar: "nossa, de novo estou encontrando fulano!"
Vou dar um exemplo, entre vários que poderia citar:

Uma amiga que comenta no meu blog, de nome Margarete, é uma amiga minha de infância. Quando digo de infância, não era aquela de brincar na minha casa, mas frequentamos quase todo o primário e ginásio juntas (hoje em dia entenda-se por ensino fundamental).
Quando nos formamos, cada uma foi para um lado, seguir sua vida e apesar de morarmos ainda no mesmo bairro, nunca mais a vi.
Quando me casei mudei de bairro, não posso falar que era perto de onde morava e um dia lá estou chegando no prédio, quando cruzei com ela. Estava mudada, loira, cabelos mais curtos, mas linda. Nos olhamos e logo nos reconhecemos. Ela também estava casada e morava ali.
Na correria do dia a dia, não retomamos a amizade, era só aceno, oi, tchau e etc.
Depois de 6 anos mudei do apartamento para uma casa e não mais a vi.
Ano passado, através do orkut de um amigo, voltamos a nos reencontrar.
Coincidentemente (ou não), ela também havia se mudado do apartamento e morava numa casa, na rua de trás da minha casa.
Nesse momento parei e pensei: "opa, peraí...tô esbarrando nela de novo!"
A gente não mais se viu, não nos falamos, mas sempre estamos em contato por e-mail, orkut e blog (precisamos ser mais reais, hein, Margarete, riso).
Não sei por que a vida anda insistindo em nos fazer andar no mesmo vagão, talvez tenhamos que descobrir juntas, porque certamente há um motivo.
Talvez ela seja um dos meus anjos reais, sorriso.

A gente tem mania de não olhar para o lado, de não perceber certas sutilezas que a vida teima em nos mostrar e com isso vamos deixando pessoas queridas ir embora, sem o devido valor.
Vamos mudar isso? Hoje, agora...
Agradeço muito ao meu anjo invisível e a todos meus anjos reais!

Em tempo...também acho que tem um motivo de todas as imagens que vejo sobre o tema anjo, serem crianças ou mulheres...nunca um homem...hehehehehe...por que será?

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

12 Comments:

ki-colado said...

Existe de fato, ao nosso redor, e você há de convir comigo, pessoas boas, e pessoas ruins. Tem muita gente ruim solta por aí... Pessoas otimistas, de bem com a vida, e pessoas pessimistas que procura jogar tudo no lago da destruição. Assim, poderemos notar através da "Indole" de cada um, não só "Anjos" como "Demônios".

Socrates, o filósofo grego, usava filtros para não deixar passar os chamados "Espíritos de Porco".

Saudações e "AXÉ" pra noís... né?

Cin said...

Flor, passa no blog que tem algo pra ti lá.
Bjos e um ótimo dia!

Margarete said...

Ela está falando de mim??? Tive que ler duas vezes meu nome em seu post para cair a ficha, estou meio lenta hoje...risos.
Estamos no mesmo vagão mesmo, não tem jeito, mas nem vem, eu vou sentar na janelinha...risos.
Agora falando sério: Quanto aos anjos, acho que você já sabe minha opinião, e também sobre existir uma razão para tudo que acontece em nossas vidas, vamos descobrir sim, no que depender de mim.
E você tem razão essa amizade está virtual demais, vamos marcar um churrasquinho básico lá em casa, eu levo o espeto, riso, ou um cafézinho (ih, não tomo café...), um refri então, sei lá... dá uma idéia...
Beijinhos

Vanda said...

Olá Edna

Eu concordo contigo quando dizes que as pessoas entram na nossa vida e não por acaso. Todas elas têm a sua função, nem que seja para destabilizar o que parece estar bem!
Eu costumo reflectir sobre isso, sobre as pessoas que entram e saem, ou sobre as que ficam e se realmente pensarmos bem, vamos ver que com todas elas aprendemos algo, ou até somos nós importante para elas naquele momento!
Beijo grande e boa semana

MUTUMUTUM said...

Olá... vim agradecer pela visitinha e comment tão simpático naquele meu blog tosco :)

Tbm acredito em anjos... não anjos da guarda; nem anjos com sexo feminino ou masculino... mas verdadeiros soldados a serviço de Deus. Mas vai da minha convicção cristã a respeito :)

Beijos ^^

Renne Boz said...

Com certeza a gente tem que olhar para os lados para não deixar pessoas queridas passarem. Recentemente, retomei uma amizade com uma velha amiga que havia se distanciado por causa de muitos fatores. Hoje estamos bem próximas, toda a saudade foi saciada e isso não tem preço!
Belo texto.
E sim, a escrita é o que me salva, muitas vezes!!
Um beijo enorme!!

Edson Marques said...

Edna,


muito bom o teu texto de hoje!


O Trem da Vida ainda vai passar por muitras estações!

Gostei do teu comentário sobre Mona Lisa. Obrigado.

Abraços, flores, estrelas..

Fabiola said...

EDna
vc pode anunciar seu bazar no seu boletim de fim de semana?

Betty Branco Martins said...

Querida Edna







__________vim conhecer







este teu_____"espaço"




que convida a ficar-estar e







_______________voltar:))





se não te importares voltarei:))





beijO

Laura said...

Oii moça ;)

Sai d minha cidade aos 17 anos, e só o ano passado é q pude reencontrar uma amiga d infância tambem (Bendito orkut), poxa foi tão bom... relembrarmos momentos em nossa vida... e reencontrei outra também, q eu add e mandei um scraps de saudades... porém, pra minha decepção, ela apenas add e nao respondeu... deixei assim... cada um faz o que o coração manda... não era isso q esperava, mas a vida tem disso não é mesmo??? Também não posso culpar... pq a vida hj em dia nos atribula muitas coisas, deixamos por muitas vezes de prestar atenção ao q está se passando ao nosso lado...

Um beijo carinhoso ;)

Renato Bueloni Ferreira said...

Edna,
Estou em falta com vc! Obrigado pelo prêmio e pela indicação. Farei o post com as indicações, mas estou numa correria típica de final de ano.
Lindo texto.
bj

Heliarly said...

Pode ter certeza, se as entrevistas sairam boas as culpadas são a Thaís e a Flávia!

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger