Observando


Bom diaaaaaaaaaaa!!!!

Ontem decidimos ir ao shopping para comprar os presentes para o Dia das Mães.
Pensei em fugir do congestionamento interno, já que sabia que hoje e amanhã os shoppings virarão uma muvuca só. Masssssssssssss...o shopping estava lotado e depois dizem que o povo não tem dinheiro!
Pois é, fila para provar, fila para pagar, fila para comer...fila, fila, fila...acho que isso já foi incorporado ao dia a dia dos paulistanos.
E é todo mundo apressado, estressado, com cara de poucos amigos...ai que saudades da Bahia e do sossego daquele povo!
Lembro que quando fui a Porto Seguro pela primeira vez, estranhei muito o jeito deles...pedíamos a comida e levara um tempão para chegar...pedíamos a conta e mais outro tempão...mas quando vinha, era sempre acompanhado de um sorriso largo.
No primeiro dia quis estressar, ainda estava no ritmo de São Paulo, mas depois vi que não tinha jeito e relaxei, pois como o garçom falava, lá só tem dois ritmos: o devagar e o muito lento!

Bom, voltando ao shopping...compramos presente pra mãe, sogra, presente de aniversário, roupas pra filho e uma bota lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa pra mim...hehehehe....achei que como mãe merecia me dar um presente.
Daí fomos, claro, comer no McDonald´s.
Enquanto comia o lanche, fiquei observando as pessoas...tenho essa mania. Claro que não fico olhando descaradamente, mas de um jeito discreto fico observando o comportamento das pessoas quando elas acham que não estão sendo olhadas.
Nossa, a gente vê cada coisa, riso!
Vejo pessoas cutucando o nariz ou os dentes, discretamente e rapidinho, pra ninguém perceber.
Uma coisa que sempre vejo é mulher ajeitando a calcinha...vocês já repararam nisso...aliás, é realmente desesperador quando acontece da gente precisar ajeitar e estar num lugar público...riso....tem gente que não agüenta e ajeita, né, fazer o que.
É homem que está acompanhado e olha de soslaio para outra mulher que passa a seu lado e depois olha pra namorada ou mulher, pra ver se foi flagrado.
Mas, o mais interessante é você observar as pessoas ao telefone...dá pra perceber quando o assunto é profissional ou pessoal, só pela expressão.
Confesso que percebo mais isso nas mulheres, pois somos mais expressivas. A mulher quando está falando com seu amor, coloca um sorrisinho no rosto, encosta na cadeira, mexe no cabelo ou na unha...dá pra perceber a expressão dengosa no olhar.
Quando ela está falando com filho o tom de voz aumenta, mas fica mais suave.
Quando é com uma amiga é muito riso, quase o tempo todo.
Também gosto de pela roupa tentar adivinhar a profissão da pessoa...isso é mais fácil com os homens. Dá pra perceber os que trabalham com moda ou aqueles que ficam o dia inteiro dentro de um escritório, banco.
E tem aqueles homens que odeiam estar no shopping...a gente vê pela cara, pelo andar...geralmente ele anda atrás da mulher, carregando as sacolas ou arrastando o filho pela mão.
Agora os adolescentes são um caso a parte...andam sempre em bando, ruidosos, espalhafatosos, um querendo aparecer mais que o outro. As meninas andam grudadas umas nas outras e sem tirar o celular do ouvido. Os meninos com bermudões aparecendo à cueca (ô moda feia, credo), aqueles tênis que parecem botas do espaço e se esforçando ao máximo para chamar a atenção das garotas...vocês já viram pombos querendo conquistar as pombas? Eles ficam andando em volta delas...riso...é igual.
Mas, também já fomos assim, né...não dá nem pra acreditar!

Pois é, acho que todo mundo tem um lado meio voyare.
Sei que também sou observada...ontem mesmo, estava na fila de uma loja de departamento, para pagar minhas compras e a mulher atrás de mim ficou com um olho enorme nas minhas compras...chegava mesmo a comentar, perguntar o preço das peças.
No começo fui simpática, depois comecei a ficar incomodada, depois só respondia com “hum, hum”, acabei fazendo cara fechada e por fim virei de costas...riso...quase me ofereci pra ser sua personal stylist.

Enfim, como é observando que se aprende, vou fazendo minha lição de casa...sempre acabo tirando algo de útil.
Beijos.

imagem: http://farm1.static.flickr.com/61/201040972_c716e0e9c1_m.jpg

sexta-feira, 11 de maio de 2007

3 Comments:

Bia said...

E achei que fosse só eu que tivesse essa mania, hehehehe.
Eu tb vivo "filmando" as pessoas...no shopping, qdo estou parada no trânsito dentro do carro, em restaurante, em consultório médico, salão de beleza, avião...vixi, é em todo lugar!
E as conversas então, já teve ocasiões em que precisei me segurar pra não me meter na conversa alheia, riso.
Fora aquela espiada básica na revista de outra pessoa qdo a gente vê algo interessante.
Como somos curiosas...
Aiiiiiiiiiiiiii, tb quero uma botaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!
Beijokas.

Helena said...

Hahaha, Edna, é divertido mesmo observar o povo por aí. Seja em shopping, no trânsito, na rua. O contrário que às vezes não é muito bom, rs. Como quando a gente dá aquela ajeitada na calcinha e depois vê que tinha alguém olhando.
Ai, eu não aguento shopping cheio..... Mas faz parte, né?
***O Atchim era muito fofo mesmo, né???
Beijo

Marcos said...

Ahhh que coisa mais feia!!!!rsrs
Vocês hein!??? Todas iguais... só mudam de endereço, de sotaques e data de TPM...rsrs

Mas... que é divertido lá isso é. As pessoas são fontes inesgotáveis de material para conversas e, no meu caso, trabalho.
Muitas vezes já utilizei em minhas palestras alguns fatos presenciados para ilustrar este ou aquele conceito.
Afinal, somos mesmo a soma de todos os outros.
Beijos a todas...

 
Pensamento Nosso - Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu Templates Novo Blogger